Uma gestão de todos


O ano de 2016 se iniciou com ótimas perspectivas para a classe contábil goiana. O Conselho Regional de Contabilidade de Goiás dará continuidade a um trabalho que priorize a valorização do profissional da contabilidade, bem como a um projeto que beneficie não só os colegas profissionais, mas também toda a sociedade.

Para isso, houve a formação de uma nova equipe que agora compõe o Conselho Diretor do CRCGO, assim como um valoroso quadro de conselheiros que têm o mesmo fim, que é o de colocar a profissão contábil em destaque cada vez maior frente ao mercado. Esta há de ser uma gestão participativa, que contará com a contribuição dos vice-presidentes Administrativo, Fiscalização, Controle Interno, Registro e Desenvolvimento Profissional, além das diretorias Executiva e de Planejamento e Transparência.

Tais ações servem para aproximar o profissional da contabilidade com a sociedade, e colocar nossa profissão em uma posição colaborativa para com o cidadão goiano. Esse é o caminho a ser trilhado com dignidade, respeito e honra a todos os envolvidos nesse ininterrupto trabalho. Contamos com a participação de todos os profissionais, mestres e estudantes que lutam ao lado do CRCGO para fazer da contabilidade uma profissão de grande prestígio no meio em que está estabelecida.






Foi realizada na manhã desta segunda-feira, 4 de janeiro, a posse dos novos conselheiros para o quadriênio 2016-2019 do Conselho Regional de Contabilidade de Goiás (CRCGO). Na oportunidade, também foi realizada a eleição do conselho diretor que assumirá o mandato 2016/17. Com a diferença de um voto, a chapa 2, formada pelo presidente Edson Bento dos Santos, e pelos vice-presidentes Administrativo, Rangel Francisco Pinto; Controle Interno, Djalma Silva Arantes de Ávila; Ética, Disciplina e Fiscalização, Elias Costa Machado Neto; Registro, Einstein Almeida Ferreira Paniago; e Desenvolvimento Profissional, Weberth Fernandes assumiram o mandato da nova gestão.

Leia mais

Fonte: Assessoria de Imprensa CRCGO – Naiara Gonçalves






“Teremos nesta gestão grandes desafios, pois este ano já começa em crise. A saída é tentar equilibrar as contas para fazer um bom trabalho para os contabilistas. Nesta gestão faremos também um trabalho intensivo junto aos órgãos como Juceg, Sefaz e prefeituras para melhorar a vida do contador, pois sofremos com as exigências expostas pelos mesmos. Na vice-presidência Administrativa buscarei melhorar o atendimento do CRCGO, aproximando o contador da sua casa, além de também elevar a autoestima dos nossos colaboradores, que são a alma deste Conselho”.



“Farei o meu trabalho da melhor forma possível, com a finalidade de trazer resultados positivos para o CRCGO e toda a classe contábil. A transparência será meu principal objetivo”.

 


“A gestão será muito democrática. Iremos chegar a um estágio de amadurecimento do CRCGO e buscaremos sempre melhorar. A palavra-chave na minha visão é união. Vamos nos aproximar mais das faculdades para tentar incentivar os acadêmicos que estiverem no último ano do curso de Ciências Contábeis a fazerem a prova de proficiência do CRCGO. O objetivo é acompanhar de perto quem ainda está estudando e também quem já é profissional”.


“Vamos trabalhar para desenvolver o profissionalismo do contador, em uma parceria do setor de fiscalização do CRCGO. Queremos desenvolver por meio de aperfeiçoamentos que beneficiem a classe”.


“Daremos continuidade na gama de cursos oferecidos aos contabilistas goianos com o apoio incondicional das delegacias regionais. A meta primária é a valorização constante do profissional presente no interior, sempre na preocupação de levar aos seus conhecimentos a melhor informação possível nas constantes mudanças que envolvem a execução do trabalho contábil. Concomitantemente, planejar e organizar os encontros regionais que ocorrerão neste ano de 2016. Por fim, honrar e dar continuidade ao brilhante trabalho executado pelo ex-vice-presidente do desenvolvimento profissional, Marciel Augusto Lima, que durante a sua gestão levou qualidade nos cursos e palestras ministrados por todo o território goiano sempre com primazia, experiência e sabedoria no que tange as prerrogativas da profissão contábil.

Atingiremos a meta de 15 mil profissionais que terão conhecimento a todos os cursos e palestras, cumprindo aquilo que está comtemplado na Educação Continuada”.





O COAF informa que, a partir de 1º de janeiro de 2016, o SISCOAF estará apto a receber a Comunicação de não ocorrência/ “Declaração Negativa” das pessoas físicas e/ou jurídicas obrigadas, referidas no artigo 9º da Lei nº 9.613, de 1998, relativa ao exercício de 2015.

Leia mais

Fonte: COAF




As inscrições para a primeira edição do Exame de Suficiência de 2016 seguem até o dia 21 de janeiro, conforme publicação do Conselho Federal de Contabilidade (CFC), no Diário Oficial da União no dia 17 de dezembro – seção 3, página 167.

Leia mais

Fonte: Assessoria de Imprensa CRCGO, com informações CFC




É com pesar que o Conselho Regional de Contabilidade de Goiás (CRCGO) comunica o falecimento do contador Jales Lucas Machado, ocorrido no dia 2 de janeiro, em Brasília, aos 79 anos.

Leia mais

Fonte: Assessoria de Imprensa CRCGO



Novas regras da Educação Profissional Continuada já estão valendo
O plenário do Conselho Federal de Contabilidade aprovou, na última reunião plenária de 2015, alterações na Norma Brasileira de Contabilidade (NBC) PG 12, que trata da Educação Profissional Continuada (EPC). O objetivo das mudanças foi aprimorar o texto das novas regras, que entraram em vigor no dia 1º.

Leia mais

 

Simples Doméstico: vence no dia 7 o prazo para o pagamento das guias do 13º e da folha de pagamento de dezembro
O empregador doméstico tem até o dia 7 de janeiro para pagar as guias do Simples Doméstico relativas ao 13º e também sobre a folha de pagamento de dezembro de 2015. São duas guias distintas e devem ser impressas a partir do Portal do eSocial, após o fechamento das respectivas folhas de pagamento do 13º e da folha de dezembro. Importante destacar que o empregador deve encerrar primeiro a folha correspondente ao 13º salário e só depois deve encerrar a folha de dezembro.

Leia mais

 

Repartição de ICMS entre estados é questionada no STF por associação
A regulamentação da Emenda Constitucional 87/2015, que reparte entre estados o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) do comércio eletrônico, já está sendo questionada no Supremo Tribunal Federal (STF).

Leia mais