Trabalhos que visam fortalecer e unir a categoria contábil

 

Hoje pretendo esclarecer as dúvidas que ainda pairam sobre as contribuições cobradas pelo sindicato. Por essa razão, quero, primeiramente, conceituar as diferenças existentes entre elas:

Taxa Confederativa – Destina-se a custear o sistema confederativo de representação sindical, é deliberada em assembleia geral dos associados e sua obrigatoriedade ainda é controversa.

Contribuição Assistencial – Tem por finalidade cobrir os custos de negociação coletiva objetivando firmar acordo ou convenção coletiva de trabalho. O associado pode se opor ao seu pagamento.

Mensalidade Sindical – É cobrada dos sindicalizados que voluntariamente se associam ao sindicato.

Contribuição Sindical – Diferentemente das contribuições acima referidas, é obrigatória a todos os integrantes de uma categoria profissional, independente de ser sócio ou não do sindicato.

O Conselho Regional de Contabilidade de Goiás é a casa do contabilista goiano. Além de fiscalizar o exercício profissional, asseguramos que a sociedade e os próprios contabilistas sejam protegidos contra o exercício ilegal e antiético do trabalho. Aqui iniciamos as nossas atividades com cada profissional a partir do momento do registro.

Do início do ano pra cá, mais de 350 contabilistas nos procuraram para retratar a forma de cobrança em tom de ameaça e coercitiva que o sindicato da categoria enviou aos contabilistas do nosso Estado.

Que fique claro. Não somos contra a contribuição sindical, mas a favor do respeito e da justiça. Que a cobrança seja justa e administrada de forma que não intimide e prejudique a nossa classe. Visando esclarecer o ocorrido para dar respaldo a nossa categoria, estivemos reunidos junto a Superintendência do Ministério do Trabalho em Goiás no final da semana passada externando nosso repúdio e resignação. A mesma sensibilizou-se e comprometeu-se a interceder junto ao órgão sindical que está encaminhando as cobranças para que este atue da forma que lhe compete. Por essa razão, caso tenha dúvida, estamos de portas abertas para atendê-los e orientá-los da melhor maneira e garantir assim a legalidade destes e outros assuntos.

Uma parceria com o TRE-GO a OAB-GO nos possibilitou tratar sobre a presença obrigatória de contabilista em todas as fases da prestação de contas eleitorais.  A exigência do profissional de Contabilidade consta do art. 33, §4º da Resolução número 23.406 das Eleições de 2014, publicada pelo Tribunal Superior Eleitoral em 27 de fevereiro deste ano. Junto a estes órgãos iremos promover aprimoramento e esclarecimento, por meio de palestras gratuitas direcionadas não apenas aos contabilistas e advogados envolvidos nas campanhas, mas também aos candidatos políticos e seus assessores. A ação reflete nosso comprometimento não apenas com a categoria, mas também com a sociedade.

Aqui, ainda aproveitamos para informar que durante o mês de julho, com o recesso de alguns setores públicos, reduziremos a periodicidade semanal do nosso jornal eletrônico, com informativos enviados quinzenalmente ao e-mail da categoria.






Com o objetivo de apoiar o controle social e promover a cidadania, o Conselho Regional de Contabilidade de Goiás (CRC-GO) participou no dia 24 de junho da reunião dos membros e parceiros do Grupo de Educação Fiscal Estadual (GEFE), realizado no auditório da Secretaria da Fazenda de Goiás. Métodos de inserção do controle social da administração pública e a função social dos tributos foram pontos de destaque no evento.


Leia mais






Na manhã desta terça-feira, 24, o presidente do CRC-GO, preocupado em levar informações a categoria contábil, concedeu entrevista ao jornalista Libório Santos. Na ocasião, foi questionado sobre a exigência do profissional de contabilidade, conforme consta do art. 33, §4º da Resolução número 23.406 das Eleições de 2014, que prevê a presença obrigatória deste profissional em todas as fases da prestação de contas eleitorais. De acordo com o presidente, serão realizados de julho a novembro seminários em Goiânia e cidades do interior sobre o assunto, em uma parceria com a OAB-GO e TRE-GO, com o objetivo de esclarecer os principais pontos da Resolução junto aos contabilistas, advogados, candidatos e seus assessores.

Ainda durante a entrevista, Elione abordou a questão da contribuição sindical.

A entrevista será veiculada em rádios da capital e do interior do Estado, com o objetivo de levar informações atuais sobre as novidades relacionadas à categoria.

CLIQUE AQUI e ouça entrevista sobre Prestação de Contas Eleitorais

CLIQUE AQUI e ouça entrevista sobre Contribuição Sindical.





A conselheira do Conselho Regional de Contabilidade de Goiás (CRC-GO) Josenilda Ribeiro, participou no dia 23 de junho da inauguração do novo Ambulatório de Medicina Avançada (AMA) do Hospital Alberto Rassi (HGG), com a presença do governador de Goiás, Marconi Perillo, e do ex-secretário estadual da saúde Antônio Faleiros.

O espaço promoverá mais conforto e aumento do número de consultas médicas. Há três anos, o ambulatório sofria com a má qualidade e baixa estrutura aos pacientes, mas a reformulação no local oferece atualmente a segurança necessária aos usuários. “O espaço veio trazer aos cidadãos goianos atendimento humanizado, com respeito e qualidade. Trouxe também inovação, com o que há de mais moderno em tecnologia, provando que é possível fazer da saúde pública um exemplo”, afirma.


Leia mais






Em reunião no Conselho Regional de Contabilidade de Goiás no dia 18 de junho, o presidente do CRC-GO, Elione Cipriano da Silva, o secretário geral e o conselheiro da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-GO), Junior Meirelles e Thiago Miranda, e a secretária da Escola Jurídica Eleitoral do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-GO) Mary Denise Martins, trataram dos detalhes para a realização do Seminário Estadual de Prestação de Contas de Campanhas Eleitorais.

Leia mais



Por Jair Marcilio

A Lei Municipal nº.  9.416, de 14 de maio de 2014, regulamentada pelo Decreto nº 1.447, de 2 de junho de 2014, representa excelente oportunidade para que Credores que também sejam devedores de imposto, como ISS, IPTU, ISTI, TAXAS e Multas Formais recebam seus créditos via compensação.


Leia mais





Esta obra foi escrita de acordo com as normas contábeis emanadas das IFRS/CPC, em linha com as modificações introduzidas na Lei Societária Brasileira (Lei nº 6.404/76), pelas Leis nº 11.638/07 e 11.941/09, no processo de harmonização com as normas internacionais de contabilidade produzidas pelo IASB.
A metodologia do livro contempla exposição teórica, exemplos práticos, casos programados para estudo e suas resoluções.
Este volume integra um conjunto de quatro livros de contabilidade em IFRS/CPC, abordando os temas das normas internacionais de contabilidade em sequência e por grau crescente de complexidade.
Este terceiro livro, projetado para o 3º ano dos Cursos de Ciências Contábeis, contempla os seguintes principais temas:
• Instrumentos financeiros.
• Conversão de demonstrações contábeis.
• Custos de empréstimos.
• Benefícios a empregados.
• Subvenções governamentais.
• Pagamentos baseados em ações.
• Provisões.
• Tributos sobre o lucro.
• Resultado por ação.
• Políticas contábeis.
Leitura recomendada para contadores, auditores, analistas financeiros, consultores tributários e administradores.


Fonte: Atlas


Prazo para informar imposto na nota fiscal é ampliado até o final do ano
O anúncio da chamada despenalização veio com a Medida Provisória nº 649 de 5 de junho de 2014. De acordo com o documento, a fiscalização, no que se refere à informação relativa à carga tributária objeto da lei, será orientadora até 31 de dezembro de 2014.


Leia mais


Empresas têm até o dia 30 de junho para declarar Imposto de Renda

Termina na próxima semana o prazo para declaração de Imposto de Renda de Pessoa Jurídica. As empresas de Lucro Presumido e Lucro Real devem declarar seus rendimentos até o dia 30 de junho. As informações devem ser encaminhadas à Receita Federal por meio de um programa gerador da Declaração de Informações Econômico-Fiscais da Pessoa Jurídica (DIPJ), disponível no site www.receita.fazenda.gov.br.


Leia mais


Levantamento aponta que Brasil está em sétima posição no retorno de impostos relacionados ao PIB
Estudo curioso do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT) com base nos 32 países que disputam a Copa do Mundo mostra que o Brasil, embora seja um dos favoritos a levantar a taça, ocupando a terceira melhor posição no ranking da Fifa, é o sétimo na relação arrecadação de impostos/Produto Interno Bruto (PIB) e o 29º num índice que mede o retorno dos tributos à população por meio de serviços de qualidade na educação, na saúde e em outras áreas.


Leia mais


Arrecadação de tributos federais sofre queda

Uma análise feita pela Fundação Getúlio Vargas indica que a arrecadação de tributos federais encolheu no mês passado, tornando ainda mais difícil o equilíbrio das contas do governo. As dimensões e os motivos da queda ainda não são claros, porque o trabalho se baseou em dados preliminares. Mas parecem evidentes os sinais de piora dos resultados da receita, já fracos nos meses anteriores em razão da estagnação da economia, cuja taxa esperada de expansão no ano tem sido revista para baixo pelos especialistas.


Leia mais


 

Minuta da CVM cria Fundo de Investimento em Ações
A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) divulgou Instrução CVM nº 549/14, alteradora da Instrução CVM nº 409/04, que dispõe sobre a constituição, o funcionamento e a administração dos fundos de investimento.


Leia mais